Obrigado pela visita

Para sair e finalizar a sessão, clique em "OK"


Change font size

Dicas para levar seu gato ao veterinário

A CAIXA DE TRANSPORTE
  • Sempre transporte o gato em uma caixa de transporte ou em outro contêiner seguro.
  • Treine os gatos para que eles precebam a caixa de transporte com um refúgio seguro, sua “casa longe de casa”. Mantenha a caixa de transporte acessível dentro de casa. Coloque dentro dela alguns kibbles de um alimento Science Diet®, os brinquedos prediletos ou cobertores para atrair o gato para dentro dela.
  • As caixas de transporte com aberturas no alto e na frente são as mais recomendadas. As caixas que podem ser abertas por cima permitem que o gato seja acomodado e removido sem estresse e dão ao veterinário a chance de examinar o animal sem que seja necessário remover a parte de baixo da caixa de transporte.
  • Leve para o consultório a coberta, os petiscos e os brinquedos preferidos de seu gato. Se ele gostar de ser limpo e escovado, leve também seus acessórios de escovação favoritos.
  • Se o seu gato já passou por experiências ruins em um hospital veterinário, o veterinário poderá prescrever uma medicação ansiolítica de curta duração que deverá ser administrada aproximadamente uma hora antes da visita.
O PASSEIO DE CARRO
  • Leve seu gato para passear de carro dentro da caixa de transporte regularmente. Comece com trajetos bem curtos para qualquer lugar que não seja o hospital veterinário.
  • Os gatos podem ficar enjoados por causa do movimento do carro, portanto não alimente seu animal por pelo menos sessenta minutos antes da viagem.
NO HOSPITAL VETERINÁRIO
  • Recompense comportamentos desejáveis, mesmo os mais singelos, com petiscos, elogios verbais e outras coisas de que os gatos gostam (ex.: escovação, massagem, brincadeira).
  • Mantenha a calma e fale com voz suave para ajudar a manter seu gato tranquilo. Se o proprietário do animal estiver muito preocupado, o gato ficará menos estressado se seu dono sair do consultório.
  • Sempre permita que um membro habilitado da equipe veterinária manipule o gato. Mesmo o gato mais doce e relaxado do mundo pode ficar reativo e assustado em um ambiente estranho. A ansiedade pode fazer com que o gato mude de comportamento e morda ou arranhe.
  • Converse sobre técnicas que possam deixar as visitas futuras mais relaxantes para o gato e seu proprietário.

Faça o download da versão em PDF para impressão destas dicas

Fonte: Folheto “Making Your Practice Feline-friendly”
© 2009 Hill's Pet Nutrition, Inc. ®/ Marcas registradas de Hill's Pet Nutrition, Inc.