Obrigado pela visita

Para sair e finalizar a sessão, clique em "OK"


Change font size

Compreendendo as gatas no cio

Se sua gata já passou por um cio, você jamais se esquecerá dos berros e da constante demanda por atenção. Caso ela seja impedida de copular, o cio será algo frustrante e desconfortável para vocês dois. Se ela, por outro lado, tiver a chance de cruzar, você precisa estar preparado para a possibilidade de ter duas ninhadas por ano em casa! A não ser que você esteja planejando se transformar em um criador de gatos, a castração é o melhor cuidado que você pode adotar. Será mais fácil pra você e para a sua gata.

Quando sua gata está no cio, isto significa que ela está no período fértil de seu ciclo reprodutivo e portanto procura se acasalar. As gatas geralmente entram no cio na primavera e no outono, e o cio pode durar desde alguns poucos dias até semanas. O primeiro cio de uma gata geralmente ocorre por volta do sexto mês de vida, mas algumas podem ter o primeiro cio aos quatro meses de idade.

Durante o cio, sua gata pode se apresentar mais carinhosa, esfregando-se contra paredes, mobília e em suas pessoas preferidas. Ela provavelmente esfregará os posteriores e pode, com frequência, adotar a postura de acasalamento, apresentando a traseira com a cauda elevada. Os elementos mais problemáticos do cio para um proprietário são a vocalização excessiva e a demarcação do território com urina. Gatas no cio miam alto e constantemente para tentar atrair o macho para o acasalamento. Elas também podem borrifar os móveis com uma urina de odor forte no intuito de indicar sua disponibilidade para o macho. Se seu gato for confinado a ambientes internos, ele poderá tentar sair desesperadamente, a ponto de atacar janelas ou portas.

Embora seu veterinário possa prescrever medicamentos para atenuar os sinais do cio, a castração ainda é a melhor forma de evitá-lo. Após a castração, sua gata parará de entrar no cio, ficará muito menos territorialista e menos propensa a demarcar sua casa com as garras ou urina.