Cuidados com um cão com deficiência auditiva. Dicas de comunicação e segurança

Publicado por
minuto ler

Você sabia que faria qualquer coisa para proteger e cuidar de seu melhor amigo, desde o primeiro momento em que se viram. Ao longo dos anos, você o levou ao veterinário, a passeios ao parque e até mesmo para curtir as férias com você. Ele tem sido um amigo saudável há anos, e você nunca imaginou um dia ter que ouvir do veterinário sobre a perda auditiva de seu cão. Mas aconteceu. É hora de reaprender a se comunicar e manter seu cão em segurança.

A surdez em cachorro pode ocorrer a qualquer momento, e se torna mais evidente quando ele deixa de reagir a estímulos comuns como: a campainha tocando, o som da comida caindo no chão ou o seu chamado. Apesar da surdez, seu melhor amigo poderá viver uma vida com alta qualidade e fazer todas as coisas que ele costumava fazer. Será necessário apenas algumas mudanças na forma como você cuida dele, agora sabendo de sua deficiência auditiva.

Causas comuns da surdez em cães

De acordo com o livro “Deafness in Dogs and Cats” de George Strain, a surdez congênita ocorre quando um cão já nasce sem audição. Além disso, há muitas causas pelas quais os cães podem se tornar surdos com o tempo. A velhice é uma das razões mais comuns pelas quais os cães começam a perder a audição. Outras causas de perda auditiva em cães são traumas, infecções crônicas e toxicidade por drogas ou produtos químicos que podem deixar um cachorro surdo.

Há raças que são mais suscetíveis à deficiência auditiva congênita ou adquirida com o tempo. George Strain, professor de neurociência e pesquisador líder da Escola de Medicina Veterinária da Universidade Estadual da Louisiana, identificou 100 raças que apresentaram surdez congênita, sendo que algumas delas possuem maior probabilidade de nascerem surdas do que outras. Curiosamente, George Strain diz que cães com pigmentação branca podem ser mais suscetíveis. De acordo com o livro “The Genetic Connection: A Guide to Health Problems in Purebred Dogs" de Lowell J. Ackerman, os cães da raça Dálmata apresentam uma alta taxa de nascimento com deficiência auditiva.

Como saber se o cachorro é surdo

Para verificar a audição de seu cão, posicione-se atrás dele quando ele estiver dormindo ou distraído, olhando para uma direção completamente diferente. Assegure-se de que seu cão não saiba da sua presença, ou seja, ele não deve vê-lo ou sentir seus movimentos (não se aproxime muito dele). Emita ou produza um som alto, batendo palmas, por exemplo. Seu cão reconhece o som? Ele se anima ou se vira para sua direção?

Se a resposta for não, leve seu cão ao veterinário para que sejam feitos os exames necessários de avaliação auditiva. Se seu cão ouviu seu barulho, mas você desconfia de alguma perda auditiva ou está preocupado com essa possibilidade, tente fazer sons em frequências e volumes diferentes (para ruídos de baixa frequência, você pode bater em uma panela; para ruídos de média frequência, bata palmas; já para sons de alta frequência, assopre um apito). Caso suspeite de perda auditiva, leve seu cão ao veterinário.

Como evitar a perda de audição em cães

É fundamental cuidar da saúde geral de seu cão para retardar a progressão da perda auditiva. Certifique-se de que seu cão esteja recebendo uma alimentação saudável e equilibrada, com ingredientes de alta qualidade, e de que ele esteja mantendo uma hidratação adequada, através da ingestão de água ao longo do dia.

Além disso, manter os ouvidos de seu cão limpos ajuda a reduzir as chances de perda auditiva. No entanto, é preciso ter cuidado para fazer essa higienização. Procure orientação de um médico veterinário para fazer a correta limpeza dos ouvidos.

Os ouvidos dos cães são muito sensíveis e, por isso, devemos mantê-los longe de altos ruídos que possam prejudicar sua audição, como música alta e fogos de artifício. Mantenha seu cão dentro de casa, em um espaço reservado, limitando-o à exposição de sons altos.

Mudanças no ambiente em que seu cão vive

Golden retriever adolescent pup on blue leash looks up.

Se seu cão perder a audição, a primeira coisa que você precisa fazer é aprender uma nova maneira de se comunicar com ele. Caso a perda auditiva seja de progressão lenta, você deverá começar a fazer gestos com as mãos ao mesmo tempo que utiliza algum comando de voz. Já a surdez súbita requer um programa mais intensivo de treinamento com as mãos, o que pode demorar um pouco mais tempo para que seu cão aprenda essa nova forma de comunicação. O mais importante é não desanimar. Se seu cão foi bem treinado antes de perder a audição, ele rapidamente aprenderá o novo comando manual. Assim como você, ele só precisará de tempo para se acostumar com a nova forma de comunicação. Fique com ele e trabalhem juntos.

Não permita que seu cão saia na rua sem a sua supervisão. Mantenha-o com uma coleira e em um ambiente seguro. Além disso, é importante manter uma etiqueta de identificação na coleira de seu cão, indicando que ele possui deficiência auditiva. Outra opção é levá-lo ao veterinário para que este coloque um microchip. Considere também a possibilidade de manter um sino na coleira de seu cão, assim você pode facilmente identificar onde ele está.

Além dos comandos com as mãos, é possível utilizar alguns truques para ajudar seu cão nas atividades diárias. Por exemplo, à noite, você pode utilizar uma lanterna para chamar a atenção de seu melhor amigo. Você também pode apagar a luz e acender em sequência, para avisá-lo que a família está indo para a cama. Além disso, não se esqueça que os cães possuem um excelente olfato e os treinamentos com o uso de odores específicos podem ajudar muito no registro dos comandos pelo cão.

Adaptações às rotinas do seu cão

É comum que cães com deficiência auditiva se assustem com a aproximação de pessoas ou outros animais. Realizar um treinamento adequado poderá ajudar a minimizar esse reflexo. Por exemplo, você pode se aproximar de seu cão enquanto ele estiver em repouso e oferecer um petisco saudável caso ele se assuste com sua presença. Em um segundo momento, acorde-o repentinamente e não esqueça de oferecer um petisco e muito carinho. Repita esse treinamento com frequência e você perceberá a redução do reflexo do susto em seu melhor amigo.

Adotando um cão já surdo

Se você estiver interessado em adotar um pet, um cão com perda auditiva parcial ou total pode ser o ideal para sua família. Antes de adotar, você deve preparar a casa para receber seu novo amigo, assim como você faria com um animal de estimação sem deficiência auditiva.

Adotar um cão surdo pode exigir um pouco mais de paciência e treinamento, mas com algum tempo e amor, seu animal de estimação vai se encaixar bem em sua família. Pesquise alguns vídeos de treinamento para cães com perda auditiva e mostre a todos da casa. Assim, eles entenderão melhor como se comunicar com o novo membro da família.

Um cachorro surdo pode ser tão divertido e amoroso quanto todos os outros cães. Na verdade, um cão sem audição pode ser ainda mais amoroso, pois aprendeu a confiar em seus outros sentidos. Ele ficará mais próximo de você para que possa ver seus movimentos e sentir sua proximidade. Nunca deixe que a surdez em seu cão o desencoraje. Há muito o que vocês dois podem fazer juntos para que seja um relacionamento incrível.

Contributor Bio

Erin Ollila

Erin Ollila

 

Erin Ollila é uma entusiasta de animais de estimação que acredita no poder das palavras e como uma mensagem pode informar e até transformar seu público-alvo. Seus livros podem ser encontrados em toda a internet e impressos. Entre em contato com ela no Twitter @ReinventingErin ou saiba mais sobre ela em http://erinollila.com.

 

Artigos Relacionados

Produtos Relacionados