Causas do Vômito em Cães e o Que Eles Significam

Publicado Por
min read

 

Expelir, regurgitar, golfar. Não importa como você chame, todo vômito causa nojo.

Não é incomum os cães vomitarem. Existem muitas razões para que isto aconteça e algumas são mais preocupantes do que outras. Então, como podemos saber se o vômito em cães é um sinal de problema sério? Existem diferentes tipos de vômitos? Leia mais para descobrir.

Vômito x Regurgitação

O que faz um cachorro vomitar? Primeiro, você deve entender a diferença entre vômito e regurgitação. Quando um cão regurgita, o material eliminado consiste em alimento não digerido, água e saliva. Geralmente é expelido em forma cilíndrica, pois o material regurgitado é geralmente proveniente do esôfago. Aparece sem esforço, sem contração muscular. É improvável que haja algum tipo de aviso - para você ou seu pet - de que algo está surgindo.

O vômito, por outro lado, é muito mais ativo. Há contração dos músculos e o corpo todo fica tenso. Quando um cão vomita, o alimento ou o objeto geralmente vem do estômago ou do intestino delgado superior. Você provavelmente ouvirá seu cachorro vomitando e verá comida não digerida ou parcialmente digerida, juntamente com líquido claro, se for do estômago, ou líquido amarelo ou verde (bílis), se for do intestino delgado. Você também pode ter mais avisos de que o vômito está chegando, como: salivação, choro ou ruídos altos borbulhantes no estômago do seu cão.

dog yawning

Meu cachorro está vomitando. Quais as causas mais comuns?

O Centro Veterinário e Clínica de Animais de Estimação de Chagrin Falls (site em inglês) identifica as oito causas mais comuns de vômito de cães como:

  1. Consumir lixo, alimentos gordurosos e restos de comida
  2. Ingestão de ossos, bolas de borracha, pedras, cabelos, gravetos e outros objetos estranhos.
  3. Parasitas intestinais.
  4. Infecções virais, como cinomose, parvovirose e coronavirose.
  5. Doenças como diabetes, câncer e úlceras estomacais.
  6. Ingestão de substâncias venenosas como veneno de rato, anticongelante, pesticidas ou medicamentos domésticos, como alguns tipos de analgésicos e aspirina.
  7. Cinetose (enjoo/vômito durante passeio de carro).
  8. Estresse, excitação ou ansiedade.

Os motivos mais comuns para regurgitação em cachorros são:

  • Comer demais
  • Comer rápido demais
  • Ansiedade ou excitação
  • Esôfago dilatado que não movimenta efetivamente os alimentos para o estômago
  • A raça do cachorro. Embora a regurgitação possa acontecer com qualquer cão, é mais comum em raças como o Shar-Pei, o Pastor Alemão, o Dogue Alemão, o Setter Irlandês, o Labrador Retriever, o Schnauzer Miniatura, a Terra Nova e o Fox Terrier

Quando se preocupar

Como o vômito não é incomum nos cachorros, os pais de pets geralmente não ficam preocupados se isto ocorre de vez em quando. Mas quando você deve se preocupar?

O Hospital Animal de North Asheville (site em inglês) observa que existem poucos cenários que devem ser motivo de preocupação:

  • Outros sinais estarão presentes: se o seu cão vomitou e também está agindo de maneira estranha - como dormir mais do que o normal, recusar-se a comer ou ter diarreia - você deve ligar para o veterinário.
  • Existem sinais de sangue: se você vê sangue no vômito ou se seu cão está vomitando algo que se parece com borra de café - sangue seco - chame o veterinário. O sangue pode ser um sinal de problema sério, como úlceras gástricas, ou a presença de objetos estranhos, como um osso ou brinquedo.
  • Seu cachorro não para de vomitar: embora ocasionalmente vomitar não seja incomum, vomitar rotineiramente ou excessivamente é motivo para consultar um veterinário para descobrir o porquê.

Se você está preocupado com as diferentes maneiras como seu pet vomita, não hesite em ligar para o veterinário para obter conselhos.

O que o veterinário fará

O veterinário primeiro irá determinar o que causou o vômito ou regurgitação e, com isso, o que está afetando o seu cão. Será útil fornecer uma amostra deste material expelido para que se verifique a presença de materiais estranhos. Seja regurgitação ou vômito, a ocorrência de obstruções na garganta ou no trato digestivo do seu cão, como uma meia, osso ou outro objeto estranho, serão verificados.

Se o problema de regurgitação é frequente ou de início súbito, o veterinário procurará por problemas relacionados ao esôfago ou estômago. Ele também poderá verificar se há envenenamento acidental, câncer, refluxo gástrico ou um megaesôfago.

Se não encontrarem a causa do vômito, infecções e desidratação serão investigados, diz o American Kennel Club (site em inglês). O veterinário provavelmente também avaliará o estômago e o intestino delgado do seu cachorro e testará doenças como insuficiência renal, diabetes, doença hepática e pancreatite.

O que você pode fazer

Se o veterinário determinou o que faz seu pet vomitar e disse que o atendimento domiciliar é suficiente, você precisará saber como tratá-lo para aliviar os sintomas. A Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Estadual de Washington (site em inglês) tem estas dicas de cuidados para o cães que vomitam:

  • Controle a quantidade de alimento a ser fornecida, siga as orientações do seu veterinário, e dê água limpa e fresca. Com vômitos persistentes, a desidratação pode ser um motivo real de preocupação, é por isso que os líquidos são tão importantes.
  • Utilize alimento de alta digestibilidade, moderado teor de gordura e forneça de modo fracionado (em pequenas quantidades). De três a seis vezes ao dia durante alguns dias. Se você observar que seu pet está vomitando porque está comendo rápido demais, uma solução pode ser um "alimentador quebra-cabeça", que força os cães a comerem mais devagar enquanto trabalham para obter comida.
  • Você também pode tentar mudar a dieta para uma opção de alta qualidade, como o Hill's Prescription Diet i/d Gastro Intestinal, que oferece uma digestão fácil e nutrição equilibrada - consulte sempre um veterinário
  • Mude para a nova comida gradualmente, ao invés de tudo de uma vez, ou você pode agravar o problema.

Um cachorro que vomita não está necessariamente doente ou precisa de atenção veterinária imediata. Mas se você notar sinais de que algo possa estar seriamente errado, ligue para o veterinário para determinar qual é o problema e como resolvê-lo. 

Contributor Bio

Kara Murphy

Kara Murphy

Kara Murphy é uma escritora freelancer e mãe de animais de estimação que vive em Erie, Pensilvânia. Ela tem um filhote de ouro chamado Maddie.

Artigos Relacionados

Produtos Relacionados