Como manejar a Doença Inflamatória Intestinal em Cães

Publicado por Dr. Ashley Gallagher
Tempo de leitura

Umas das poucas coisas que levam o tutor a sair da cama mais rápido é o som inconfundível do seu cão prestes a vomitar. Assim como os humanos, os cachorros podem vomitar e ter diarréia de tempos em tempos. Mas se os problemas intestinais não se resolverem em um ou dois dias, pode haver a necessidade de conversar com um veterinário sobre a doença inflamatória intestinal (DII) e condições relacionadas, como colite em cães.

O que é a DII em cães?

A DII é uma condição que envolve a inflamação das paredes do trato gastrointestinal (TGI). Os sinais de que seu cão pode ter DII incluem vômitos frequentes, diminuição do apetite, perda de peso, intestino solto, defecação frequente, diarréia líquida ou com sangue. Se você notar algum desses sinais, marque uma consulta com o veterinário.

Grande parte do sistema imunológico de um cão reside no TGI, então os desequilíbrios ocorridos nesta região prejudicam a saúde e o bem-estar de uma forma geral. Com o tempo, a DII pode levar à perda de peso, diminuição da massa muscular e um revestimento inadequado.

Black miniature schnauzer lying down on dog bed basket

O que causa DII em cães?

Quando o alimento é consumido, ele passa pelo esôfago e para no estômago, onde sofre digestão química até se transformar em uma substância mais líquida chamada quimo. O quimo passa então para o intestino delgado, onde as bactérias que vivem no TGI quebram ainda mais os nutrientes para que possam ser absorvidos pelas células do intestino delgado. A última parada no trato gastrointestinal é o intestino grosso, também chamado de cólon. Aqui, a água é absorvida e os resíduos são excretados para que possam sair do corpo como fezes.

Esse processo pode ser interrompido - em um ou vários pontos - pela inflamação que altera a capacidade dos órgãos de funcionar corretamente. A inflamação no estômago é chamada de gastrite e geralmente resulta em vômito. Quando a inflamação está no intestino delgado, é classificada como enterite; no cólon, é chamado colite. As características da diarréia do seu cão podem ajudar o veterinário a determinar se os problemas gastrointestinais são causados ​​por enterite ou colite e ajudar na determinação do tratamento adequado.

Como a DII em cães é diferente da SII?

Os sinais clínicos da DII podem ser semelhantes à síndrome do intestino irritável (SII) em pessoas, mas a causa subjacente é bem diferente. A SII nas pessoas pode ocorrer como resultado do movimento anormal da musculatura intestinal. Na DII, a mucosa intestinal é alterada pelas células inflamatórias. A inflamação é uma reação exagerada do sistema imunológico - seja por algo que seu cachorro comeu ou por um mau funcionamento do sistema imunológico, chamado de doença autoimune. Isso resulta em desconforto e interfere na capacidade do TGI de absorver adequadamente os nutrientes.

Como um veterinário diagnostica DII em cães?

Para determinar se o seu pet tem DII, o veterinário realizará, primeiramente, exame de sangue e de fezes; estes testes auxiliarão a avaliar a saúde de uma forma geral e excluir outras condições médicas. Um ultra-som ou radiografia também podem ser necessários para avaliar a imagem dos órgãos do abdômen. Para um diagnóstico definitivo, uma biópsia do tecido intestinal precisará ser examinada.

Young female veterinarian in blue uniform inspecting golden retriever in blue colla on table during check-up.

Como você controla a DII em cães?

Depois do diagnóstico de DII, existem várias opções de tratamento para escolher, que vão depender da gravidade da condição.

  • Um plano com alimentos coadjuvantes, como Hill’s Prescription Diet, geralmente é a primeira linha de defesa. As opções incluem fórmulas facilmente digeríveis, fórmulas de proteínas novas ou hidrolisadas e fórmulas de alta fibra. Cada uma dessas opções funciona de maneira diferente para ajudar o TGI a funcionar com mais eficiência.
  • Pesquisas mostram que, mantendo a saúde do microbioma exclusivo do seu cão - um ambiente que consiste em bilhões de bactérias no intestino - a DII pode ser gerenciada sem medicação. O gerenciamento deste microbioma é realizado através do uso de fibras prebióticas ou probióticos. Agora estamos descobrindo como a nutrição pode afetar o microbioma do seu cão e desenvolvendo fórmulas que ajudam a promover mais bactérias boas e neutralizam as funções das bactérias ruins para ajudar a melhorar a saúde gastrointestinal do seu cão.
  • Se a nutrição por si só não for bem sucedida no gerenciamento desta doença, podem ser necessários medicamentos para ajudar a reduzir a inflamação das paredes intestinais. Em casos graves, um cão com DII precisará tomar remédios pelo resto da vida. Em outros casos, a medicação é usada apenas até o microbioma ser reequilibrado.

Ter um cachorro com vômitos frequentes ou diarréia não é agradável para ninguém, mas existem coisas que podem ser feitas por você para deixá-lo mais confortável, salvar os tapetes em sua casa e, o mais importante, melhorar sua saúde geral.

Contributor Bio

Ashley Gallagher, DVM hugging her dog.

Dr. Ashley Gallagher

A Dra. Ashley Gallagher é veterinária em Salem, Massachusetts. Depois de se formar na Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade da Flórida, ela aceitou uma posição no programa de estágio altamente competitivo e de longa duração do Friendship Hospital for Animals, em Washington, DC. Ela passou doze anos no Hospital da Amizade para Animais como veterinária da equipe, com tarefas que incluem consultas, além de cirurgias eletivas e de emergência. No ano passado, ela e sua família se mudaram para Massachusetts, onde assumiu o cargo de Chefe de Gabinete da Clínica Veterinária da Nova Inglaterra. Ela mora com o marido, duas filhas, Frank, o Labradoodle, e Vegas, o gato.

Artigos Relacionados

  • Por Que Meu Cão Está Com Queda De Pelos?

    Aprenda os motivos mais comuns pelos quais seu cão pode estar perdendo pelo, incluindo como detectar diferenças entre a queda normal e um problema parasitário.
  • Manejo das alergias sazonais em cães

    Você sabia que cães podem ter alergias sazonais assim como os humanos? É verdade! Alergias sazonais se manifestam, principalmente, como coceira na pele, mas também pode haver outros sintomas.
  • Piodermite em cães: O que você precisa saber

    Seu cão está se coçando? A pele dele parece vermelha? Têm espinhas ou odor na pele? Pode ser uma condição conhecida como piodermite canina - uma condição comum da pele que atormenta cães de todas as raças, tamanhos e idades.
  • Quais são os sinais de alergias alimentares?

    Dogs running Você vê seu cão se coçando todo, sofrendo de problemas gastrointestinais, diarreia crônica ou gases. Ele pode estar vomitando ou até mesmo coçando a orelha ou esfregando o rosto.

Produtos Relacionados