Metabolismo do gato: como isso afeta seu amigo felino

$authorText
minuto ler

O metabolismo se refere aos processos químicos complexos do corpo, dentre eles, os que decompõem os alimentos (especialmente proteínas, carboidratos e gordura) para produzir energia. O metabolismo médio de um gato pode ser afetado por uma série de fatores, como níveis hormonais, idade, estado de castração, doenças, estados fisiológicos (como gravidez ou amamentação), plano de alimentação e exercícios. Para entender como o metabolismo de um felino pode mudar, continue lendo.

Orange tabby cat with green eyes flopped on a bedspread

O Metabolismo Flutua com a Idade

Uma compreensão do metabolismo do gato e como ele é afetado pelos estágios da vida, alimentação, exercícios e estado de esterilização pode ajudar os pais dos gatos a entender a importância de fornecer alimentação adequada e atividades diárias aos membros da família felina.

Durante o primeiro ano, os gatinhos crescem muito. O metabolismo do gato é muito alto durante a fase de filhote, e um alimento completo e balanceado para filhotes, como Hill's® Science Diet® Filhote, é recomendado. Depois que seu gato for castrado, seu veterinário pode recomendar diminuir a quantidade de comida que você dá a ele, pois suspeita-se que esses procedimentos reduzem a taxa metabólica de um gato. Se o seu gato for esterilizado antes de se tornar adulto, o alimento para filhote ainda deve permanecer.

Uma vez que seu gato esteja totalmente crescido (com aproximadamente um ano), a alimentação dele pode ser lentamente transferida para uma fórmula de alimento para adultos. Como é muito mais fácil prevenir a obesidade do que revertê-la, exames veterinários anuais e avaliações de peso são importantes. Seu veterinário fará sugestões se houver necessidade de alguma mudança no plano alimentar. O veterinário do seu gato pode recomendar alimentos com base em sua idade e no Escore de Condição Corporal da American Animal Hospital Association, uma avaliação numérica que ajuda a classificar seu gato como abaixo do peso, acima do peso ou normal / ideal.

É necessário cuidado e atenção especiais quando o seu gato está na meia-idade (4 a 9 anos). Durante este período, seu metabolismo pode alterar e suas necessidades calóricas podem diminuir. Os petparents precisam ser extremamente vigilantes ao monitorar o peso do gato e devem fornecer exercícios e atividades diárias para mantê-los em movimento.

Conforme os gatos entram na velhice, sua taxa metabólica e necessidades de energia podem aumentar novamente. Nesta fase, a preservação da massa muscular é muito importante. Alimentar seu gato sênior com um alimento especialmente formulado, como Hill's® Science Diet® Adulto 7+, fornece a ele uma fonte de proteína de alta qualidade e facilmente digerível.

Long-haired calico with paws on table, feet on floor.

O vínculo do metabolismo com a saúde geral e o peso

A orientação nutricional profissional e a consciência da velocidade do metabolismo do seu gato são cruciais, uma vez que determinam seu peso e saúde geral. Gatos que possuem uma taxa metabólica mais lenta são predispostos à obesidade. De acordo com a Associação para Animais de Estimação Obesos, 60% dos gatos em lares dos EUA são considerados clinicamente acima do peso ou obesos. O peso excessivo está associado a muitos problemas de saúde, incluindo diabetes mellitus, artrite, câncer, doenças respiratórias e pedras na bexiga. Embora os apelos irresistíveis de um rosto peludo sejam reconhecidamente difíceis de ignorar, a causa da crise de obesidade está principalmente nas mãos dos tutores dos animais de estimação, por meio da superalimentação.

Idealmente, fornecer ao seu gato uma quantidade adequada de calorias e exercícios ajudará a garantir que ele mantenha um peso corporal saudável. Se o seu veterinário informou que um programa de perda de peso é necessário para o seu gato, ele pode tomar medidas para ajudá-lo a atingir o peso ideal de forma lenta e segura.

É muito importante consultar um veterinário profissional antes de iniciar um programa de perda de peso para seu gato. A perda dramática e rápida de peso em gatos pode resultar em lipidose hepática com risco de vida. Se o seu gato está acima do peso e não come há mais de um dia, entre em contato com o veterinário imediatamente.

Flutuações de peso e como elas se relacionam com o metabolismo

Já foi estabelecido que gatos com uma taxa metabólica geralmente mais lenta queimam menos calorias e armazenam mais gordura do que gatos com metabolismo mais rápido. Existem vários problemas médicos que afetam o metabolismo do seu gato e resultam em perda ou ganho de peso. Uma mudança repentina no peso é muitas vezes o que revela um problema ao solicitar que um pai ou mãe de um animal de estimação leve seu gato ao veterinário:

  • O hipertireoidismo resulta em um estado metabólico aumentado, com os gatos perdendo peso apesar do apetite normal ou frequentemente aumentado.
  • A diabetes pode causar perda rápida de peso e desequilíbrios de açúcar no sangue e é mais comum em gatos com excesso de peso, escreve o Cornell Feline Health Center.
  • A caquexia do câncer é um resultado comum e complexo do câncer que faz com que um gato perca massa muscular e, consequentemente, peso corporal. Como o câncer pode ter um início gradual, esse distúrbio no metabolismo do gato pode servir como o primeiro sinal de alerta de um problema.

Ficar em sintonia com o metabolismo do seu gato é um processo complexo que é importante para os pais dos gatos, pois o peso do seu gato serve como um indicador de bem-estar. Leve seu gato ao veterinário para exames frequentes conforme ele envelhece e fique de olho em seu apetite.

Contributor Bio

Mindy Cohan, VMD

Mindy Cohan é veterinária na área da Filadélfia e graduada pela Escola de Medicina Veterinária da Universidade da Pensilvânia. Ela tem um cão de resgate chamado Jem. Mindy gosta de caminhar com Jem enquanto ouve podcasts sobre a Guerra Civil Americana e Abraham Lincoln.

Artigos Relacionados

Produtos Relacionados