Escolhendo o Gato Ideal para o seu Apartamento

Publicado por
minutos lidos

Quando você se torna um pai ou mãe de pet, o seu espaço deixa de ser seu. Por isso, você deve escolher cuidadosamente qual tipo de gato vai se adequar melhor ao seu estilo de vida, assim como ao ambiente onde você vive - principalmente quando se trata de um apartamento. Alguns gatos se adaptam super bem aos lares com pouco espaço, e isso nem sempre depende do tamanho do seu bichano, enquanto outros precisam de mais espaço para serem felizes - principalmente aqueles animais que são cheios de energia.

As raças de gato apresentadas abaixo são excelentes opções para a vida em apartamento, mas tenha a certeza de que o seu novo amigo felino escolhido também seja compatível com você, em todos os sentidos.

Pequenos Espaços de Convivência

Caso você e o seu felino tenham que conviver em ambientes próximos, procure por um gato que possua um temperamento fácil e que goste de ficar perto do seu tutor em todos os momentos.

ragdoll with bright blue eyes

Os persas, uma das raças mais populares de gatos, de acordo com a Associação Cat Fancier, dos EUA, são ótimos para viver em pequenos espaços, pois os animais dessa raça costumam ser muito gentis, com personalidade de fácil adaptação. Se você fizer uma reunião de pessoas em sua casa, o seu gatinho persa provavelmente irá seguir com a sua rotina normal e nem pensará em assediar os seus convidados. Entretanto, ao adquirir um gato dessa raça, talvez você acabe gastando mais com visitas frequentes ao médico veterinário, já que os persas costumam apresentar mais doenças ao longo de suas vidas. O ragdoll também é uma excelente opção - apesar de ter um porte maior - porque os gatinhos dessa raça são bem sociáveis e descontraídos, o que significa que o seu bichano não ficará irritado caso você esteja sempre por perto. Uma boa opção de raça de pelo curto é o gato birmanês - eles são muito amigáveis e costumam se adaptar facilmente ao convívio, até mesmo com crianças e cães.

Convivência em Espaços Maiores

Gatos com muita energia precisam de espaço para correr. E os bichanos que preferem a solidão também necessitam de espaço para que possam se isolar, sempre que sentirem vontade de curtir um momento “só deles”. Uma raça divertida e fiel é o siamês - mas é preciso lembrar que eles adoram arranhar, então é importante investir em ideias criativas para arranhadores, caso você opte por essa raça. Como os siameses são bem comunicativos - eles adoram miar - ambientes espaçosos são mais indicados para que o barulho do gatinho não pareça tão alto. Outras raças ativas que se acomodam melhor em lares mais amplos são o Russian Blue, que normalmente adora brincar de correr, jogar e pegar, e o Bengal, um gato tagarela que permanece com nível alto de energia durante toda a sua vida - além de ser parecido com um lindo leopardo.

Adotando um Gatinho de Abrigo

Cheque com os abrigos da sua região sobre quais raças e tipos de gatos eles têm disponíveis. Enquanto algumas raças puras possuem comportamentos mais previsíveis de acordo com a sua natureza, adotar um gatinho sem raça definida pode ser mais vantajoso, principalmente por eles terem menor chance de apresentarem condições médicas hereditárias. Frequentemente eles podem exibir algumas características da raça que é mais dominante entre os seus antepassados, mas é importante que você observe como esse gatinho interage em certos espaços, antes da adoção. Os bichanos dos abrigos muitas vezes permanecem em ambientes amplos para que possam se exercitar e brincar. Dessa forma, você consegue observar as interações do gato com o espaço - assim será possível saber se ele vai se adequar ao seu lar. Se por acaso, no abrigo, o gatinho fica muito próximo das paredes e se esconde em locais fechados, provavelmente ele vai se adaptar melhor em apartamentos menores, onde se sentirá mais confortável. Entretanto, se o gato corre, escala e brinca por todos os cantos do abrigo, isso mostra que o bichano tem um espírito mais aventureiro e, provavelmente, ele vai amar estar em um lar com muito espaço para poder brincar e explorar novos ambientes. No fim das contas, não importa tanto qual gato será o escolhido para adoção, pois você poderá ajudá-lo na adaptação ao novo lar, fornecendo o essencial para o seu bem estar.

Russian blue cat with green eyes lies on side.

Preparando a sua Casa para o Gato

Um apartamento estilo loft que tenha muitas janelas pode ser interessante, pois dará ao seu gato a oportunidade de correr e pular pela casa, além dele poder observar o movimento pela janela. Se o seu apartamento é pequeno e acolhedor, o gatinho com certeza encontrará vários locais para se enroscar e tirar boas sonecas. Não importa qual é a metragem quadrada de sua casa, o seu gato vai precisar de um local só dele - e você também. Como o VetStreet aponta, os felinos amam pequenos espaços onde eles possam dormir e se sentirem seguros. Assim, se o seu apartamento é grande, é especialmente importante providenciar pequenos espaços reservados, os quais o seu gato poderá chamar de seu. Uma boa ideia é tentar posicionar estrategicamente algumas caixas de papelão pela casa, em um canto do seu armário, ou talvez embaixo de uma mesa ou de uma cama, onde houver pouco movimento.

Preste uma atenção especial ao número de janelas acessíveis ao gato no novo lar. Se o seu apartamento não possuir muitas janelas, um pátio ou uma varanda seriam interessantes para que o bichano veja o movimento do lado de fora de casa - lembre-se de que, para a segurança do seu gatinho, é de extrema importância garantir que todas as janelas e possíveis vias de escape sejam devidamente teladas. Se as janelas ou a varanda proporcionarem vista para ruas movimentadas ou para espaços verdes cheios de árvores, flores e passarinhos, pode ter certeza que este será o local preferido do seu bichano.

É indicado manter um piso sem carpete em casa, como de madeira, por exemplo, para facilitar a limpeza do ambiente e para que vocês possam ficar livres de pelos. Se você seguir essas dicas, tenha a certeza de providenciar espaços quentinhos e macios, para que o seu gatinho possa se aconchegar no seu apartamento - você pode investir em um sofá com tecido de pelúcia, ou uma poltrona ou cadeira com tecido fofinho, desde que seja grande o bastante para acomodar o bichano, claro. O seu gatinho irá compartilhar a cama com você, o que significa que será importante investir também em travesseiros confortáveis e em pilhas de cobertores.

Antes de assinar na linha pontilhada do formulário de adoção, confirme com o síndico ou com o dono do imóvel se é permitido gato em apartamento. E leia as letrinhas pequenas do contrato de adoção para confirmar quais são as suas responsabilidades como tutor. Alguns síndicos e agências de locação podem exigir um adicional de “depósito de segurança para animais de estimação” para cobrir possíveis contratempos, e você não vai querer ser pego de surpresa no meio do caminho.

Ao final de todas as considerações feitas sobre quais espaços funcionam melhor para adequar o seu estilo de vida às necessidades básicas do seu bichano, você e o seu novo colega de quarto peludo estarão prontos para viverem felizes para sempre!

Contributor Bio

Christine O'Brien

Christine O'Brien

 

Christine O'Brien é uma escritora, mãe e tutora de longa data de dois gatinhos da raça Russian Blue, que comandam o seu lar. O seu trabalho também aparece na What to Expect Word of Mom, na xoJane, na Fit Pregnancy e na Care.com, onde ela escreve sobre cães e gatos e sobre a vida familiar. Encontre e siga Christine no seu Instagram e no Twitter @brovelliobrien.

 

Artigos Relacionados

Produtos Relacionados