Informações Sobre a Raça e Características da Personalidade do Bedlington Terrier

 

Um cão ativo e ousado, o Bedlington precisa de muito exercício para reduzir o risco de comportamento malicioso. Uma rotina de exercícios torna essa raça adequada para viver em apartamento.

Bedlington Terrier Num piscar de olhos
The Bedlington Terrier Dog Breed

Considerada uma raça "hipoalergênica", o Bedlington é considerado uma raça aceitável para o típico alérgico.

Tamanho:

Faixa de Peso:

Macho: 7,71-10,43 kg  

Fêmea: 7,71-10,43 kg 

Altura na Cernelha:

Macho: 40,64 cm

Fêmea: 38,1 cm

Características:

Dolicocefálico (cara longa), orelhas caídas (naturalmente)

Expectativas:

Necessidade de Exercícios: 20-40 minutos/dia

Nível de Energia: Médio

Faixa de Longevidade: 12-14 anos

Tendência a Babar: Baixa Tendência a Roncar: Baixa

Tendência a Latir: Alta

Tendência a Cavar: Alta Necessidade Social/de Atenção: Moderada

Criado Para:

Matar ratos, texugos, outras pragas

 

Pelagem:

Comprimento: Médio

Características: Pelagem dura, macia, crespa

Cores: Azul com ou sem castanho, areia com ou sem castanho, fígado com ou sem castanho

Cuidados com a Higiene: Alto

Reconhecimento do Clube:

Classificação do AKC: Terrier

Classificação do UKC: Terrier 

Prevalência: Raro

O Bedlington terrier é inconfundível por sua grande semelhança com uma ovelha.

Suas características mas discerníveis são a cabeça adornada em forma de pêra, pelagem crespa, dorso arqueado, estatura pequena, e marcha graciosa e saltitante. A cabeça é estreita, profunda e arredondada, a mandíbula mais longa do que o crânio. O focinho esguio tem um arco romano distintivo. As orelhas triangulares, que pendem rente às bochechas, têm pontas excêntricas "de bolas de algodão". O longo pescoço afunilado fica logo acima de um corpo musculoso e flexível. O peito é fundo, a cauda inserida baixa e afunilando, e as pernas da frente são retas com pés como os de uma lebre. As fêmeas medem 39,37 centímetros na cernelha, e os machos medem41,91 centímetros na cernelha, e o cão pesa oito a 10 quilogramas.

A pelagem crespa e maleável é uma mistura única de pelo duro e macio que esconde a estrutura óssea no focinho e pernas da frente, onde fica mais espesso. As cores da pelagem são azul, areia, fígado, castanho, azul e castanho, e areia e castanho. Hoje, a cor azul está mais na moda e é mais prevalente do que as outras.

Personalidade:

O Bedlington é alegre, brincalhão, e em geral é leal aos seus donos, amigável com estranhos e amável com crianças. Corajoso, enérgico e espirituoso, o cão é um lutador feroz e raramente nega um desafio. Apesar de sua aparência amigável, o Bedlington pode não ser receptivo a gatos e outors animais de estimação da casa, a não ser que tenha sido adaptado a eles em idade jovem. Bedlingtons gostam de latir, cavar e perseguir.

Morando Com:

Cães ativos, Bedlington terriers são corredores rápidos que precisam de muito exercício. Sem oportunidade de recreação suficiente, o Bedlington é propenso ao tédio e comportamento malicioso. São adequados para viver dentro de casa, mesmo em apartamento, desde que recebam o exercício adequado. O Bedlington perde pouco a nenhum pelo e precisa de tosa especializada a cada seis semanas. O dono de primeira viagem pode aprender a cortar o pelo em casa. Considerada uma raça "hipoalergênica", o Bedlington é considerado uma raça aceitável para o típico alérgico.

História:

O Bedlington terrier surgiu na paróquia de Bedlington em Northumberland, Inglaterra no início do século XIX. Originalmente conhecido como Rothbury Terrier, mesmo nome do distrito da costa Inglesa, a raça foi valorizada por fabricantes de pregos ciganos como caçadora de raposa, lebre, texugo e ratos. Por volta de 1825, um Rothbury macho cruzou com uma cadela Bedlington para produzir o Bedlington terrier. O otter hound e o Dandie Dinmont terrier também podem ter contribuído para os genes da raça.

Como caçador de pragas, o valente Bedlington terrier era um combatente destemido. O cão também foi usado pelos caçadores como retrievers. Com o tempo, os terriers foram recebidos nos lares da elite, que os considerava como companheiros bem-comportados de primeira-classe.

O Bedlington dos dias de hoje, que foi introduzido pelo American Kennel Club em 1967, tem estatura maior do que seus primeiros pares.

Artigos Relacionados