Saúde Digestiva para Cães

 

 

Quais são os distúrbios digestivos em cães?

 

Distúrbio digestivo é qualquer condição que impede a digestão correta ou altera o ritmo que os alimentos passam pelo trato digestivo do seu cachorro. Os problemas digestivos em cães são uma das causas mais comuns para se buscar a prática veterinária.

 

 

 

 

Conheça os sinais de transtorno

 

Alguns sinais dos problemas digestivos do seu cachorro são fáceis de observar. Consulte imediatamente o seu veterinário caso o seu cachorro mostre algum desses sinais:

  • Vômito
  • Diarreia ou fezes moles
  • Mudança no apetite
  • Flatulência 
  • Gorgolejo no estômago
  • Constipação
  • Inatividade repentina ou depressão

Tenha em mente que algumas vezes os animais mostrarão outros sinais, como coceira na pele ou nas orelhas.

 

O que causa problemas digestivos em cães?

 

Distúrbios digestivos podem acontecer por vários motivos e qualquer um deles fará com que seu cão não se sinta bem. Aqui estão algumas das causas mais comuns de distúrbios digestivos e problemas estomacais em cães.

Sensibilidades a Alimentos

 

Sensibilidade alimentar é uma reação a ingredientes em alimentos que o organismo do seu cachorro não tolera bem. Também conhecida como Reações Adversas a Alimentos ou RAA. Esse problema comum pode ser tanto uma reação de aspecto imunológico ou não imunológico.

Sensibilidades alimentares são uma problema individual e embora cada cão seja diferente, a maioria das sensibilidades alimentares envolve ingredientes comuns aos quais o seu cachorro foi exposto previamente, tais como carne, frango, laticínios ou trigo. Se o seu cão constantemente tem diarreia ou vomita principalmente após alimentar-se, pode ser que ele tenha sensibilidades alimentares.

 

Estresse em cães

 

Assim como as pessoas, alguns cães são mais sensíveis a mudanças do que outros. Há muitas coisas que os cães acham estressante. Estresse crônico ou surtos frequentes de estresse poderão causar uma variedade de reações negativas inclusive irritação digestiva. Desencadeadores comuns de stresse canino incluem:

  • Mudanças na rotina diária (exposição a novas pessoas, lugares ou coisas, um novo bebê, visitas, mudanças na rotina da casa)
  • Barulhos altos (como fogos de artifício ou trovões)
  • Mudança dos arredores (mudança para uma nova casa ou viagem de férias)
  • Invasão do espaço visual (interrupção de repouso ou abraços e beijos em demasia)
  • Separação de membros da família (causando a ansiedade de separação)

 

 

 

Outras causas

Inflamação e irritação do estômago do seu cachorro (gastrite)
Inflamação do intestino delgado ou grosso do seu cachorro (enterite, colite)
Crescimento excessivo de bactéria nos intestinos do seu cachorro
Inflamação do pâncreas (pancreatite) ou enzimas digestivas insuficientes

 

 

Como você pode ajudar?

 

Primeiro, caso suspeite que seu cão está sofrendo de distúrbio digestivo, converse com o seu veterinário sobre a alimentação que poderá ajudar. O seu veterinário poderá recomendar outros tratamentos também.

Você poderá também ajudar o seu cachorro como reduzir a quantidade de desencadeadores de estresse em seu ambiente com algumas dessas sugestões.

Mantenha a rotina

 

Os cães adoram previsibilidade. Ao conseguir prever quando você chega em casa, quando as refeições serão servidas e quando for a hora de passear, ajudará e muito o seu cão a encontrar a paz no seu dia a dia.

Socializar, socializar, socializar!

 

Quando os cães estão bem socializados, eles não foram apenas expostos a uma grande variedade de pessoas, animais, locais, sons e situações mas também a associações positivas com esses eventos. Ao garantir que os seus passeios são experiências prazerosas, manterá o seu cachorro relaxado.

Armar-se com acessórios

 

Existem vários produtos destinados à redução de estresse em cães — de jaquetas de acupressão ou “coletes anti-ansiedade” a difusores elétricos, existem várias maneiras de ajudar o seu cachorro a se acalmar em situações que levem à ansiedade. Esses produtos não acabam com o problema, mas poderão ajudar a abordar o estresse imediato ou a resposta do cachorro a ele.

 

Confronte o estresse no território dele — o cachorro em si!

 

Quando bate o estresse, ele poderá causar estragos no interior do seu cachorro. O cérebro produz substâncias químicas que sinalizam “Estresse” para o restante do organismo, inclusive o sistema digestivo. No entanto, o alimento que vai para dentro do seu cão poderá fazer uma grande diferença. Ingredientes calmantes como proteína do leite conseguem aliviar cães estressados. Alimentos feitos com ingredientes altamente digestíveis são um conforto em estômagos irritados. Esse alívio pode ser tão fácil quanto trocar a ração do seu cachorro – converse com o seu veterinário.

anchor

Cuidando do seu Animal de Estimação

ARTIGOS E FERRAMENTAS

Centro de Cuidado Animal