Doença em Gatos

Published by
minuto ler

DIAGNÓSTICO PRECOCE É A CHAVE

Enxergar a doença renal crônica (DRC) antes dos sintomas se tornarem óbvios é importante, porque os sinais geralmente não aparecem até que 75 por cento da função renal esteja perdida. Certifique-se que o seu gato faça check-ups regulares. Quanto antes a doença renal for diagnosticada, mais tempo você terá para cuidar da causa subjacente ou retardar a progressão da doença.

Causas comuns de insuficiência renal em gatos

A insuficiência renal é uma das causas mais comuns dentre doenças graves em gatos, principalmente em gatos mais velhos. Existem duas categorias de insuficiência renal em gatos: insuficiência renal aguda e insuficiência renal crônica. Sinais de insuficiência renal aguda geralmente se manifestam por uma semana ou mês, enquanto a insuficiência renal crônica permanece por um período maior. O risco de insuficiência renal em gatos é maior em certas raças como Persas ou Angoras, mas de modo geral a doença é adquirida.


Possíveis causas de insuficiência renal em gatos incluem:

  • Diminuição do fluxo do sangue e da urina aos rins

  • Pressão arterial alta

  • Câncer

  • Obstruções como pedras nos rins

  • Ingestão de substâncias tóxicas, como anticongelantes, pesticidas, medicações e materiais de limpeza

  • Doença dentária avançada

  • Algumas raças de pêlo longo (como os Persas e Angoras) possuem predisposição genética à doença

  • Idade maior que sete anos

  • Alimentos com níveis altos de fósforo ou aumento dos níveis de proteína poderão aumentar a progressão da doença • Gatos de rua possuem maior risco de problemas agudos devido ao potencial aumento de exposição a toxinas.

Sinais de insuficiência renal no gato

Sinais comuns de falha renal em gatos podem ser difíceis de detectar devido às similaridades a outros distúrbios como o diabetes e o hipertireoidismo. Infelizmente, a insuficiência renal no gato é uma doença progressiva e os sintomas podem não ser aparentes por um bom tempo. Consulte o seu veterinário caso note algum desses sinais.

  • Mudança no apetite

  • Aumento de sede

  • Falta de ou micção frequente

  • Urina com sangue ou turva

  • Vômito

  • Má aparência da pelagem

  • Letargia e depressão

  • Perda de peso

  • Mau Hálito

  • Feridas ou úlceras na boca

  • Diarreia ou constipaç

NUTRIÇÃO E DOENÇA RENAL

Caso o seu gato tenha problemas renais, uma alimentação correta poderá causar um impacto positivo na vida dele, podendo até mesmo aumentar o seu tempo de vida. Consulte o seu veterinário e discuta sobre os melhores alimentos para a saúde renal do seu gato.

Alimentos formulados especialmente para gatos com problemas de insuficiência renal poderão ser benéficos por possuírem menos proteína e fósforo do que outros alimentos para animais domésticos. A restrição de fósforo poderá diminuir a gravidade dos sintomas e a progressão do dano renal, quando reduzidas, proteínas de alta qualidade poderão ajudar a restaurar os níveis normais de ácido-base.

ARTIGOS RELACIONADOS

  • Doença Hepática no Seu Gato: Causas, Sinais e Sintomas

    O fígado é um órgão importante com várias funções, incluindo a digestão e conversão de nutrientes, a remoção de substâncias tóxicas do sangue e o armazenamento de vitaminas e minerais.
  • Ansiedade do gato: entendendo seu gato estressado

    Os gatos sentem ansiedade! Aprenda os sinais da ansiedade do gato, suas implicações na saúde geral e o que você pode fazer para ajudá-la a diminuir a ansiedade.
  • Alimentos que são Perigosos ou Tóxicos para os Gatos

    Quando se trata do seu gato, você quer ter a certeza que ele tem o melhor tipo de ração para suas necessidades nutricionais. Vira e mexe, você poderá ficar tentado dar restos de comida e guloseimas especiais, mas tenha em mente que certos alimentos podem ser venenosos para ele. Aqui estão alguns dos alimentos mais tóxicos para os gatos.
  • A Importância de Beber Água para o Seu Gato

    154502253 Assim como os humanos, aproximadamente dois terços do organismo de um gato são compostos de água. Os gatos precisam de uma quantidade saudável de água para sobrevier e manter a saúde.